Comeu barriga

0
311

Powered by WP Bannerize

O vereador Rogério Varanda (MDB) se atrapalhou na sessão de terça-feira (1º) na Câmara de Cuiabá. Ao votar as moções de aplausos e indicações, acabou votando contra e arquivando seu próprio pedido.

É que pelo Regimento Interno da Casa, se o parlamentar autor do requerimento das moções e indicações votar contrário, os seus pedidos serão arquivados. Foi o que aconteceu com Varanda. “Não, presidente, eu botei no meu bolso. Foi sem querer”, contestou. O vereador se refere ao aparelho de votação que tem os botões “sim”, “não” e “abstenção”. Apesar da justificativa, o requerimento para entregar a moção de aplausos para os psicólogos hospitalares foi arquivado.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta