Pacolla cassado faz ameaças á vereadores de Cuiabá

0
524

Powered by WP Bannerize

Cassado do cargo de vereador, o tenente-coronel Marcos Paccola (Republicanos) disse crer que voltará à função em breve. Afirmou ser “questão de honra” e que irá derrubar uma “quadrilha da gestão pública”.

Paccola foi cassado em votação apertada, com 13 votos favoráveis, e perdeu o mandato na tarde de quarta-feira (4). Ao final da sessão, saiu exaltado e não quis falar com a imprensa, mas anunciou que irá recorrer à Justiça. Nesta manhã, em um vídeo no Instagram, deixou recado aos parlamentares que deram voto favorável à cassação. Disse que está se articulando para derrubar uma “quadrilha” que existe na gestão pública de Cuiabá.

“Precisamos voltar ainda mais forte. Temos uma quadrilha para derrubar aqui dentro de Cuiabá e agora é uma questão de honra”, afirmou. “Não só pisar no rabo, como cortar a cabeça da serpente. E, pode ter certeza, vou voltar ainda mais forte, ainda maior”, acrescentou. Paccola disse estar de “cabeça erguida” e que dormiu “em paz”, após o julgamento do seu processo na Câmara.

“Não tem sensação melhor do que você poder andar de cabeça erguida e ver aqueles que votaram por sua cassação andar moribundos, chutando pedrinhas pelos cantos. Exceto àqueles que são do núcleo duro dessa quadrilha, dessa organização”, disse.

“Mas, podem ter certeza, a única prisão que você não se liberta é a da sua consciência. Eu dormi em paz, não sei eles”, afirmou.

A cassação

Paccola foi cassado pela acusação de quebra de decoro parlamentar, pelo assassinato do agente socioeducativo Alexandre Miyagawa, ocorrido no dia 1º de julho, no Bairro Quilombo, em Cuiabá. Pelo crime, ele é réu por homicídio qualificado na Justiça. Foram 13 votos favoráveis à cassação, cinco contrários, três abstenções e quatro ausências. Após o anúncio de sua cassação, Paccola pediu direito a fala e disse ter se decepcionado com colegas que votaram pela sua cassação e os acusou de integrarem uma “organização criminosa”.

“Com alguns aqui eu não me decepcionei. Mas vereador Lilo, Sargento Vidal, vereador Rodrigo Arruda e Sá, eu me decepcionei muito. Eu não acreditava que os senhores faziam parte da maior organização criminosa que existe em Cuiabá. E eu vou provar. Um por um. Inclusive, o senhor, presidente”, disse se dirigindo ao Juca. No lugar de Paccola, deverá assumir a suplente Maysa Leão (Republicanos).

 

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta