Setembro encerra com alta no custo da cesta básica em Cuiabá

0
241

Powered by WP Bannerize

A última semana de setembro apresentou elevação de 0,27% no valor da cesta básica na capital do estado, encerrando o mês a um custo de R$ 737,09. Os dados do boletim semanal da cesta básica, realizado pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT), mostram que o tomate foi o item de maior impacto nesta variação, com alta de 10,42% no seu preço em relação à semana anterior, passando de R$ 7,58/kg na terceira semana para os atuais R$ 8,37/kg.

Conforme análise do IPF-MT, o fruto teve sua variação de preço relacionada às altas temperaturas, fazendo com que o item acelerasse seu processo de maturação em períodos anteriores, diminuindo, assim, a oferta atual e, consequentemente, interrompendo uma sequência de duas quedas semanais consecutivas.

O superintendente da Fecomércio-MT, Igor Cunha, destaca a sensibilidade do fruto para o clima. “O tomate tem demonstrado nas últimas semanas altas variações em seu preço, muitas vezes provocadas pelas variações climáticas. Nesta última semana, o item volta a influenciar em grande medida o comportamento da cesta básica em Cuiabá”.

Outro item que apresentou aumento semanal foi o arroz, de 3,6%, o que vem ocorrendo desde a segunda semana de setembro, acumulando no período alta de 6,51%, sendo comercializado a um preço médio de R$ 6,65/kg no fim de setembro.

Já o feijão apresentou variação de -4,52% nesta semana, acumulando a quarta queda consecutiva no seu preço, custando R$ 7,53/kg na média. Segundo análise do instituto, os recuos do grão estão atrelados ao pico da safra, que aumentou a disponibilidade do grão, juntamente com uma demanda estabilizada.

Mesmo com o aumento no valor da cesta, nove alimentos demostraram queda esta semana, como o observado na carne e, em especial o leite, que está em sua sétima queda consecutiva, acumulando variação de -5,56%, com valor médio passando de R$ 7,16/l para os atuais R$ 6,80/l.

O superintendente também explica a variação no custo do mantimento se comparado com o mesmo período do ano passado, quando registrava um preço médio de R$ 699,37. “A última semana de setembro do ano passado foi a última vez que a cesta básica ficou abaixo dos 700 reais. O preço atual da cesta, que está superior em 5,39% nesta semana, pode contribuir para uma possível diminuição ou estabilização na variação anual nas próximas semanas, caso os preços, de forma geral, se mantenham pouco voláteis”.

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta