Flor Ribeirinha apresenta projeto de restruturação da comunidade cultural à primeira-dama de MT e ao governador

0
214
Primeira-dama de MT, Virginia Mendes, governador Mauro Mendes e representantes do Flor Ribeirinha Crédito - João Reis (Setasc)
Primeira-dama de MT, Virginia Mendes, governador Mauro Mendes e representantes do Flor Ribeirinha Crédito - João Reis (Setasc)

Powered by WP Bannerize

O projeto de reestruturação da comunidade cultural Flor Ribeirinha foi apresentado recentemente à primeira-dama de MT, Virginia Mendes e ao governador Mauro Mendes pelos representantes da Associação Flor Ribeirinha, netos da fundadora Domingas Leonor, Avinner Brandão (gestor Cultural) e Jonnhy Brandão (diretor- administrativo). A finalidade é ampliar e reformar a sede localizada na comunidade São Gonçalo Beira Rio. O secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho também participou da reunião.

Atualmente, o local atende os ensaios do grupo folclórico Flor Ribeirinha, que este ano completa 30 anos, é tricampeão mundial em festivais internacionais, além de receber os projetos sociais Semente Ribeirinha, que tem a primeira-dama Virginia Mendes como madrinha, Flor da Idade, voltado para os idosos, e  Vivência para Jovens.  Também funcionam no local o curso de Corte e Costura, a formação de professores e o núcleo administrativo. Ao todo 300 pessoas participam dos projetos desenvolvidos no espaço.

Para a primeira-dama de Mato Grosso,  Virginia Mendes, madrinha do projeto e articuladora dos recursos para execução, a reforma e ampliação são necessários para a instituição. O grupo folclórico é parte da cultura mato-grossense e brasileira.

“O projeto de reforma e ampliação é muito bonito, inovador e sustentável.  Fiz questão de trazê-los até o governador Mauro Mendes, para que ele conhecesse o projeto junto comigo. Com uma estrutura apropriada mais pessoas serão atendidas. O trabalho social e cultural que o Flor Ribeirinha dedica ao nosso Estado é de extrema importância”, ressaltou a primeira-dama Virginia Mendes.

A primeira-dama do Estado destacou a atuação de dona Domingas, fundadora da associação. “Dona Domingas é uma mulher iluminada e dedicada às causas sociais. Para nós é um grande orgulho ver o Flor Ribeirinha levar nossa cultura”, destacou.

O diretor-administrativo do Flor Ribeirinha ressaltou a importância do apoio da primeira-dama Virginia Mendes para a comunidade Flor Ribeirinha. “Ter o apoio da primeira-dama do Estado é extremamente importante, ela é presente na história do Flor Ribeirinha e é nossa madrinha. Então, não poderíamos iniciar esse planejamento sem o conhecimento dela. Gratidão à dona Virginia e ao governador Mauro Mendes pelo espaço”, ratificou Jonnhy Brandão.

“A comunidade tem orgulho de fazer parte dessa cultura, de falar que produzem cerâmica e são da comunidade São Gonçalo Beira Rio, bem como o orgulho dos cururueiros, de quem confecciona as violas de cocho e de quem dança e canta o siriri”,  pontuou Avinner Brandão.

Sobre o Flor Ribeirinha

O Flor Ribeirinha é considerado uma escola da cultura mato-grossense, com um espaço de salvaguarda do patrimônio cultural e acolhimento com apresentações das danças populares, valorizando a história do Flor Ribeirinha e artistas do estado. O primeiro título conquistado no ano de 2017, em Istambul na Turquia, mudou a perspectiva do grupo com relação a participação dos festivais. A partir daí aflorou a vontade das conquistas pelos títulos. Em 2021 conquistaram o bicampeonato na Polônia; e em 2022 na Bulgária alcançaram o tricampeonato. O grupo se prepara para as competições na Coreia do Sul no mês de outubro.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta