Isso ainda vai render muito

0
251

Powered by WP Bannerize

A família da adolescente que matou a estudante Isabele Guimarães Ramos, em julho de 2020, registrou nessa segunda-feira (28) um boletim de ocorrência contra a empresária C.N.R.S., acusando-a de calúnia, injúria, perseguição e perturbação.

O caso ocorreu no sábado (26) em um salão de beleza no Bairro Duque de Caxias, em Cuiabá, quando a empresária se aproximou da adolescente e começou a chamá-la de “assassina”. A menor estava no estabelecimento acompanhada das irmãs e da mãe.

“Eu sei que a sua filha é uma assassina! Assassina! Matou a amiga”, disse a mulher para a mãe da adolescente, enquanto era filmada pela garota que estava sendo atendida no local.

“Eu não quero frequentar o mesmo lugar que uma assassina frequenta. São elas que têm que se retirar. A pessoa tem que ficar isolada da sociedade. Espero que vocês não tenham noite de sono”, continuou.

A mãe da adolescente chegou a acionar a polícia para conter a empresária. Todavia, ela deixou o salão antes da chegada da viatura. O advogado da família da adolescente, Artur Osti, se manifestou por nota: “Os fatos e as falas registradas nos vídeos são de gravidade acentuada. Todas as esferas de responsabilização serão devidamente acionadas, com especial ênfase para a criminal. A postura equilibrada adotada pela genitora da adolescente covardemente agredida é retrato de quão precipitados são os julgamentos populares que fazem sobre essa família”.

 

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta